Jolie pede apoio para iraquianos
BR

23 julho 2009

Atriz de Hollywood e embaixadora da Boa Vontade se reuniu com refugiados nesta quinta-feira e ouviu o drama de mulheres e crianças que fugiram da violência.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A atriz Angelina Jolie, afirmou que os iraquianos precisam de apoio para reconstruir suas vidas.

Jolie, que é embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, se reuniu com deslocados internos iraquianos nesta quinta-feira.

Escola

Leia o boletim de Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

"A atriz visitou um acampamento temporário em Chikook, no noroeste de Bagdá, e conversou com quatro famílias do distrito de Abu Ghraib e outras regiões nos arredores da capital.

Algumas das pessoas que se encontraram com Angelina Jolie contaram a ela que as crianças não podem ir à escola e que as famílias não têm dinheiro para pagar o tratamento médico necessário para várias doenças.

Jolie conheceu uma outra família, com nove pessoas e, com um bebê que tinha o corpo coberto por uma irritação de pele. Eles disseram à atriz que não pretendem retornar à casa por causa da violência.

Asfalto

A embaixadora do Acnur afirmou que espera que a agência da ONU e o governo iraquiano ajudem a família deslocada a comprar um terreno para viver em segurança não porque eles são pobres, mas sim porque são o futuro do Iraque.

A região de Chikook abriga mais de 20 mil pessoas, a maioria mulheres e crianças. No local, faltam asfalto, água potável e saneamento básico."

O Acnur acredita que cerca de 1,6 milhão iraquianos estão vivendo fora de suas casas devido à onda de violência sectária surgida em 2006 após o ataque a uma mesquita na cidade de Samarra.

Esta foi a terceira visita de Angelina Jolie como embaixadora da Boa Vontade ao Iraque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud