Secretário-Geral pede eleições credíveis em Mianmar (Português Brasil)

13 julho 2009

Ban Ki-moon afirmou que o mais importante da sua recente visita a Mianmar não foi o que trouxe do país, mas o que deixou com as autoridades; ele falou nesta segunda-feira ao Conselho de Segurança da ONU.

[caption id="attachment_166026" align="alignleft" width="175" caption="Ban Ki-moon"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, descreveu a decisão das autoridades de Mianmar de recusar o seu pedido para um encontro com a líder da oposição, Aung San Suu Kyi, prêmio Nobel da Paz, como uma profunda decepção e uma oportunidade perdida.

Ban falou nesta segunda-feira ao Conselho de Segurança sobre a sua visita ao país asiático, ocorrida nos dias 3 e 4 de Julho.

Diálogo

Ban Ki-moon disse que o mais importante não é o que trouxe de Mianmar, mas o que deixou com as autoridades.

O Secretário-Geral disse aos membros do Conselho de Segurança que fez três propostas durante os dois encontros que teve com o líder do regime birmanês, General Than Shwe: a libertação de todos os presos políticos, incluindo Suu Kyi; o início de um processo de diálogo entre o governo e a oposição e a criação de condições para a realização de eleições credíveis em 2010.

Ban afirmou que prometeu ao governo o apoio das Nações Unidas nessas três áreas.

Ele ressaltou ainda que recebeu a promessa do general Shew de que as eleições do próximo ano serão livres e transparentes.

Expectativas

Para Ban Ki-moon, o povo de Mianmar será a principal vítima, caso o governo decida não cooperar com a ONU e com a comunidade internacional.

O Secretário-Geral afirmou que o mundo vai agora seguir atentamente os próximos passos do governo birmanês para ver se atuam no interesse da população ou se ignoram as preocupações da comunidade internacional e as necessidades do seu povo.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud