ONU espera regresso de estabilidade a Mogadíscio

13 julho 2009

Ould-Abdallah disse esperar que os desenvolvimentos deste fim de semana permitam o regresso dos residentes da capital às suas casas; segundo agências de notícias, soldados da UA intervieram pela primeira vez nos confrontos ao lado de forças do governo.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Representante Especial de Ban Ki-moon para a Somália, Ahmedou Ould-Abdallah, manifestou a esperança de que os ganhos alcançados pelas forças do governo este fim de semana possam permitir o regresso de alguma estabilidade à capital, Mogadíscio.

Num comunicado divulgado esta segunda-feira, ele disse que recentes ataques contra as forças de segurança somalis causaram o deslocamento de um elevado número de residentes, incluindo aqueles que regressaram à cidade no início do ano à espera de uma vida melhor.

Grupos Islâmicos

Segundo agências de notícias, soldados da força de paz da União Africana, Amison, intervieram pela primeira vez no conflito, combatendo ao lado de forças governamentais contra grupos islâmicos na oposição.

Abdallah afirmou esperar que os eventos do fim de semana permitam o regresso das pessoas às suas casas e o acesso da ajuda humanitária aos mais necessitados.

Ele indicou que apesar da moderação demonstrada pelas forças somalis, os insurgentes continuam a atacar instituições do governo e civis inocentes com pesadas perdas de vidas humanas.

Alternativa

O representante de Ban na Somália disse que o governo não tem outra alternativa senão defender a população de Mogadíscio.

Mais de 200 mil pessoas foram deslocadas e centenas de civis mortos ou feridos nos últimos dois meses pelos combates em Mogadíscio entre forças do governo e grupos islâmicos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud