Bill Clinton visitará o Haiti como novo enviado da ONU
BR

6 julho 2009

Um dos objetivos do ex-presidente americano é estabelecer mecanismos que permitam o trabalho em conjunto entre as Nações Unidas, doadores internacionais e sociedade civil.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, fará nesta segunda-feira a sua primeira visita oficial ao Haiti como enviado especial do Secretário-Geral da ONU para o país. Ele vai abordar temas nas áreas da assistência social, obtenção de recursos e preparação para desastres naturais.

Um dos objetivos de Clinton é estabelecer mecanismos que permitam o trabalho em conjunto entre as Nações Unidas, os doadores internacionais e a sociedade civil no apoio aos esforços de reconstrução do governo haitiano.

Reconstrução

Na apresentação do novo enviado especial, no dia 15 de junho, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, afirmou que apesar da promessa de US$ 353 milhões, o equivalente a cerca de R$ 670 milhões, o maior desafio agora é fazer com o que dinheiro chegue o mais rápido possível à população.

O ex-presidente americano realizará encontros com representantes do governo para analisar iniciativas que aumentem as ofertas de trabalho na ilha caribenha e também como melhorar os serviços de atendimento social naquele país.

Ao lado de Ban Ki-moon, Bill Clinton visitou o Haiti, em março, onde acompanhou o trabalho da missão da ONU na comunidade de Cité Soleil.

Em entrevista a jornalistas, após o retorno à Nova York, Clinton disse que nenhum esforço de paz é livre de controvérsia ou incidente, mas segundo ele, a Minustah está fazendo um bom trabalho.

O contingente é liderado por um general brasileiro desde 2004.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud