FMI apoia luta contra pobreza em Moçambique (Português África)

2 julho 2009

Ajuda de US$ 176 milhões vai ajudar o país a mitigar o impacto da recessão económica global; acordo terá a duração de um ano.

[caption id="attachment_163442" align="alignleft" width="175" caption="Luta contra pobreza"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo Monetário Internacional, FMI, anunciou um apoio de US$ 176 milhões ao governo de Moçambique para proteger o país dos efeitos da crise económica global.

Uma nota do órgão divulgada na quarta-feira indica que o acordo terá a duração de um ano e ajudará Moçambique a compensar o agravamento da sua balança de pagamentos.

Políticas Flexíveis

O conselho de administração do FMI disse que políticas flexíveis de resposta às crises energética e alimentar ajudaram o país a mitigar o impacto da recessão global. A nota afirma, contudo, que Moçambique permanece vulnerável à crise financeira mundial.

Numa entrevista à Rádio ONU durante a sua participação na cimeira das Nações Unidas sobre a crise económica, na semana passada, o ministro moçambicano da economia, Manuel Chang, disse que o seu país está a tentar absorver os choques da recessão global.

Pobreza Absoluta

"Não há dúvidas de que tem havido perda de recursos e também necessidades adicionais de recuros para o Estado poder implementar aquilo que são as suas políticas. O objectivo principal do governo continua a ser o combate e a redução da pobreza absoluta. E para esse fim precisamos de facto de concentrar todos os recursos possíveis para levarmos a cabo essas acções."

Ao abrigo do acordo com o FMI, Moçambique terá acesso imediato a cerca de US$ 132 milhões.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud