ONU: eleições vão reforçar processo democrático afegão
BR

30 junho 2009

Enviado das Nações Unidas, Kai Eide, destacou que as eleições em agosto irão fortalecer a confiança do povo afegão nas instituições governamentais e democracia.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

O enviado especial da ONU ao Afeganistão, Kai Eide, disse, nesta terça-feira ao Conselho de Segurança, que a situação no Afeganistão é complexa, mas se for bem administrada, poderá ser o ponto decisivo para os esforços de paz naquele país.

Kai Eide destacou que as eleições programadas para o mês de agosto irão fortalecer a confiança do povo afegão no processo democrático e nas instituições governamentais.

Segurança Pública

O representante pediu aos candidatos afegãos que realizem uma campanha digna, um pleito justo e apelou à comunidade internacional para que evite qualquer interferência no processo eleitoral.

Eide lembrou o apelo do Secretário-Geral, Ban Ki-moon, para uma revisão da atuação das forças especiais no Afeganistão e agradeceu o compromisso do novo comandante das forças especiais de rever a atuação das tropas naquele país.

O representante também destacou que a maioria das mortes entre afegãos foram resultado de conflitos causados por forças rebeldes ao governo.

Kai Eide prometeu ao Conselho de Segurança que até o mês de setembro será apresentado um cronograma de etapas para medir os progressos da Missão da ONU no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud