Produção de anfetaminas aumentou na Ásia
BR

23 junho 2009

Agência da ONU, Unodc, lançará relatório nesta quarta-feira sobre drogas no mundo; segundo estudo, houve redução do consumo de ópio na região.

[caption id="attachment_158566" align="alignleft" width="175" caption="Ópio: redução do consumo"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, informou que o consumo de ópio no leste da Ásia caiu, se comparado aos índices do ano passado.

Mas de acordo com a agência da ONU, a produção de anfetaminas e o cultivo da papoula, a planta da qual se extrai o ópio, têm aumentado na região.

Satélite

Os dados constam do Relatório Global sobre Drogas 2009 que será divulgado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

De acordo com o Unodc, as estimativas sobre o cultivo de ópio são feitas no Afeganistão, no Laos e em Mianmar, a antiga Birmâmia, com a ajuda de imagens de satélite de alta resolução.

A agência da ONU informou que centenas de imagens são registradas todos os anos de diferentes partes dos três países.

Heroína

O ópio, extraído da papoula, é usado na produção de heroína e morfina.

O relatório do Unodc também sugere que muitos traficantes estão misturando produtos químicos com drogas ilegais.

No ano passado, o laboratório da Polícia Antinarcótico do Afeganistão identificou vários fármacos misturados à heroína.

Entre os agentes químicos, estão cafeína e paracetamol.

Malária

Um outro fármaco, a cloroquina, geralmente usada em remédios contra malária, foi encontrado em apreensões de heroína no sudoeste da Ásia.

A polícia acredita que o preço baixo da substância pode ter sido a causa da mistura com a droga.

Especialistas dizem que já o uso do paracetamol na produção da heroína se deve ao preço e à facilidade de se obter o produto em qualquer farmácia.

Segundo o Unodc, o gosto amargo do fármaco pode estar sendo usado para disfarçar a baixa qualidade da heroína e tem sido encontrado em várias regiões e países.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud