Ex-vice-presidente da RD Congo vai a jugalmento em Haia
BR

16 junho 2009

Jean-Pierra Bemba é acusado de cinco crimes de guerra e contra a humanidade enquanto liderava grupo rebelde na República Centro-Africana.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Tribunal Penal Internacional, TPI, informou, nesta segunda-feira, que levará a julgamento o ex-vice-presidente da República Democrática do Congo, Jean-Pierre Bemba.

Ele é acusado de cinco crimes de guerra e contra a humanidade durante o tempo em que chefiava o grupo rebelde "Movimento para a Libertação do Congo" no país vizinho, a República Centro-Africana.

Saques e Assassinatos

Segundo a instância preliminar do tribunal, há provas suficientes para concluir que Bemba é penalmente responsável. Os crimes vão de saques a assassinatos e estupros que teriam ocorrido entre 2002 e 2003.

Numa entrevista antes do anúncio, a juíza do TPI, Sylvia Steiner, que não está participando do caso, disse à Rádio ONU, de Haia, que a função do tribunal é punir não importa quem.

Supostos Autores

"Aqui o promotor não faz distinção entre o cargo ou a posição oficial a ser investigada. Esta é a função do tribunal: investigar a prática de crimes sem levar em conta o cargo ou a função dos supostos autores", afirmou.

O ex-vice-presidente da República Democrática do Congo, de 46 anos, foi detido em maio de 2008, em Bruxelas, após a emissão de um mandado de prisão pelo TPI.

Ele é considerado o mais importante dos quatro prisioneiros do tribunal por acusações de crimes cometidos na República Democrática do Congo.

O ex-líder rebelde chegou à vice-presidência após a assinatura de um acordo de paz.

Ainda não se sabe a data exata para o início do julgamento.

*Apresentação Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud