Trânsito será 5ª. maior causa de morte em 2030, diz OMS
BR

15 junho 2009

Relatório da agência diz que acidentes matam mais de 1,2 milhão de pessoas todos os ano, metade são pedestres, motociclistas e passageiros de transporte público; agência diz que governos precisam priorizar proteção na construção de infraestrutura.

[caption id="attachment_165537" align="alignleft" width="175" caption="Mais infraestrutura"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório da Organização Mundial da Saúde, OMS, sugere que os acidentes de trânsito serão a 5ª. maior causa de morte em 2030.

Segundo o estudo, apenas as doenças coronárias e infecções respiratórias eliminarão mais vidas, nos próximos anos, que os desastres nas estradas.

Transporte Público

Leia o boletim de Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

"O ‘Relatório sobre o Estado Global da Segurança nas Estradas' foi publicado nesta segunda-feira, simultâneamente, em Nova York e Genebra, sede da OMS.

Pelo documento, mais de 1,2 milhão pessoas estão perdendo a vida todos os anos em acidentes que poderiam ser evitados.

Metade das vítimas fatais são pedestres, motocilistas, ciclistas e passageiros de transporte público.

50 milhões de feridos

Nove em cada 10 desastres ocorrem em países de rendas média ou baixa, onde se concentra quase metade de toda a frota mundial. O número de feridos em todo o mundo chega a 50 milhões.

O excesso de velocidade continua a ser um fator de risco. Mas menos de 10% dos países que têm leis de redução de velocidade reconhecem aplicar as regras de forma eficiente.

Nove em cada 10 países ricos obrigam os pais a usar cadeiras para crianças no banco de trás. Já no mundo em desenvolvimento a exigência vale para menos de 20% dos países."

Segundo a OMS, a prevenção é a melhor política. A agência recomenda construção de ruas e estradas seguras que pensem na proteção de pedestres e ciclistas.

É a primeira vez que um documento sobre a situação de estradas em todo o mundo é publicado. O estudo foi compilado, no ano passado, com dados de 178 países.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud