Ex-chanceler concorre à direção da Unesco (Português Brasil)

9 junho 2009

Benita Ferrero-Waldner disputa posto com mais oito candidatos; o escolhido irá substituir Koïchiro Matsuura que deixa o cargo em novembro.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A ex-ministra das Relações Exteriores da Áustria, Benita Ferrero-Waldner, será um dos oito candidatos ao cargo de diretor-geral da Unesco.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira em Paris, sede da agência da ONU.

Corrida

Além da ex-ministra concorrem ao posto Ina Marciulionyte da Lituânia, Irina Gueorguieva Bokova da Bulgária, Farouk Hosny do Egito, Sospeter Mwijarubi Muhongo da Tanzânia, Alexander Vladimirovich Yakovenko da Rússia, Ivonne Juez de A. Baki do Equador, e Nouréini Tidjani-Serpos de Benin.

Segundo agências de notícias, o atual vice-diretor-geral da Unesco, o brasileiro Márcio Barbosa, que chegou a demonstrar interesse na candidatura, teria desistido de apresentar seu nome à corrida, poucos dias antes do encerramento das inscrições.

Terceiro Mandato

O escolhido irá substituir o atual chefe da Unesco, Koïchiro Matsuura, que deixará o cargo em novembro após dois mandatos consecutivos. O regulamento da Unesco proíbe um terceiro mandato.

A votação para escolher o novo chefe da agência será secreta.

No Brasil, a Unesco tem com representante o belga Vincent Defourny.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud