Ocampo pede detenção de fugitivos no Sudão

5 junho 2009

Promotor do TPI diz que mandado de captura contra presidente Omar al-Bashir já foi enviado ao governo sudanês; ele pediu também o fim da violência na província de Darfur.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O promotor do Tribunal Penal Internacional, TPI, Luis Moreno Ocampo afirmou esta sexta-feira que uma das suas principais prioridades este ano é a detenção de fugitivos no Sudão, incluindo o presidente do país, Omar al-Bashir.

Ele disse ao Conselho de Segurança que o mandado de captura emitido contra o presidente Bashir já foi enviado às autoridades sudanesas. Ocampo indicou que o governo tem a responsabilidade de o deter.

Impunidade

O TPI indiciou o presidente do Sudão a 4 de Março por crimes de guerra e contra a humanidade. Ele nega todas as acusações.

Ocampo disse ao Conselho de Segurança que não haverá qualquer impunidade em Darfur.

Ele afirmou que a província encontra-se numa encruzilhada e que os crimes tem de parar.

Bashir tornou-se o primeiro chefe de estado em exercício a ser indiciado pelo Tribunal Penal Internacional.

Destruição

A actriz e activista americana de direitos humanos, Mia Farrow, afirmou que a maior parte da população em Darfur apoia o mandado de captura contra o presidente do Sudão. Ela disse a jornalistas na sede da ONU que já tinha efectuado 11 visitas à região.

Farrow disse que já se encontrou com pelo menos 100 bebés naquela província que se chamam Ocampo. Ela notou que o nome tinha sido africanizado.

A actriz indicou que os 2,7 milhões em Darfur e em campos no leste do Chade já sofreram perdas inimagináveis, incluindo a morte de familiares e a destruição de suas aldeias.

Ela afirmou que os deslocados não podem fugir dos campos porque estão cercados pelo deserto. Muitos deles lhe disseram, contudo, que preferem morrer a renunciar à justiça.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud