Bona ultima acordo sobre mudanças climáticas

1 junho 2009

Conferência de duas semanas vai debater novos termos do Protocolo de Kyoto, que expira em 2012; acordo final poderá ser assinado em Compenhaga, em Dezembro.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 4 mil representantes de governos, sector privado, organizações ambientais e instituições de pesquisas estão reunidos, em Bona, na Alemanha, para debater os novos termos do Protocolo de Kyoto.

Durante duas semanas, delegados de mais de 182 países vão discutir os termos de um novo acordo sobre mudanças climáticas, que deverá ser concluído em Dezembro, em Compenhaga, na Dinamarca.

Gases Poluentes

É a primeira vez que negociadores vão discutir textos negociais que deverão servir de base a um novo tratado internacional sobre aquecimento global.

O Secretário-Executivo da Convenção da ONU sobre o tema, Unfccc, Yvo de Boer, disse na abertura do evento que o momento político é propício a um acordo.

A primeira fase de cumprimentos do Protocolo de Kyoto, que prevê a redução de emissões de gases poluentes, expira em 2012.

O porta-voz da delegação do Brasil às conversações, Sérgio Serra, disse à Rádio ONU, de Bona, que o seu país espera que a conferência concorde com uma redução ambiciosa de emissões na ordem de 25% a 40% até 2020

Compatíveis

"Nós esperamos que os Estados Unidos apresentem compromissos comparáveis em relação às metas dos demais países desenvolvidos e que países em desenvolvimento como o Brasil apresentem um elenco de acções na área de mitigação que sejam compatíveis com o tamanho das suas economias e que sejam acções mensuráveis, reportáveis e verificáveis" afirmou.

A Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, pediu esta segunda-feira aos negociadores em Bona para assegurarem que os sectores das pescas e aquacultura não sejam esquecidos nas conversações sobre os novos temos do Protocolo de Kyoto.

Um comunicado emitido pelo órgão, em Roma, alerta que a quantidade e qualidade do pescado, a saúde e segurança habitacional de milhões de pescadores e outros residentes em regiões costeiras serão afectados por mudanças climáticas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud