ONU reforça ajuda a vítimas de ataques do LRA

29 maio 2009

Cerca de US$ 15 milhões foram distribuidos por várias agências da organização que trabalham nas regiões mais afectadas por ataques do grupo rebelde na RD Congo e Sul do Sudão.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, reforçou a sua ajuda à República Democrática do Congo para aliviar o sofrimento das populações civis nas regiões mais afectadas pelos ataques do grupo rebelde ugandês, Exército de Resistência do Senhor, LRA.

Um montante adicional de US$ 10,2 milhões foi canalizado através do Fundo Central de Resposta de Emergência das Nações Unidas, Cerf na sua sigla em inglês.

Impacto Humanitário

A porta-voz do Ocha, Elizabeth Byrs, disse esta sexta-feira a jornalistas em Genebra, que quatro agências da ONU beneficiarão da ajuda: o Programa Alimentar Mundial, PAM, receberá a maior fatia, cerca de US$ 6 milhões.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, a Organização para a Agricultura e Alimentação, FAO e o Alto Comissariado para Refugiados, Acnur, são os outros órgãos contemplados.

O Sudão vai também receber US$ 5 milhões suplementares do Cerf para responder ao impacto humanitário dos ataques do LRA este ano.

Refúgio

Byrs disse que o dinheiro será distribuido entre as agências das Nações Unidas que trabalham no Sul do Sudão, onde milhares de congoleses procuraram refúgio após várias acções do grupo rebelde.

Segundo dados do Acnur, mais de 900 pessoas foram mortas e pelo menos 150 mil deslocadas pelos ataques do LRA no nordeste da República Democrática do Congo, nestes últimos 7 meses.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud