OIT: 239 milhões podem perder emprego em 2009
BR

28 maio 2009

Relatório indica que projeção é a pior já publicada pela Organização Internacional do Trabalho.

Carlos Araújo, da Rádio ONU, em Nova York.*

A Organização Internacional do Trabalho, OIT, informou que até o fim deste ano, o desemprego poderá atingir de 210 milhões a 239 milhões de pessoas.

A previsão, considerada a pior da história da agência da ONU, foi apresentada num relatório da OIT, nesta quinta-feira, em Genebra.

Leia o boletim de Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Pacto Global

O relatório "Atualização das Tendências do Emprego Mundial" mostra um novo aumento no número de desempregados, de trabalhadores pobres e daqueles que ocupam os chamados empregos vulneráveis.

O chefe da OIT, Juan Somavia, disse que a Conferência anual sobre Trabalho Internacional, marcada para 3 a 19 de junho, em Genebra, deverá considerar um pacto global para responder à crise de desemprego.

Na África Subsaariana, cerca de 73% dos trabalhadores da região não têm segurança em seus postos de trabalho.

Recessão Global

Na América Latina, a taxa de desemprego deverá aumentar até 2% este ano, se comparado aos níveis de 2007.

O relatório da OIT sugere que mais seis milhões de jovens poderão ficar sem emprego este ano.

Para Somavia, o mercado de trabalho necessita de uma média de quatro a cinco anos para recuperar após o fim da recessão global.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud