Ban condena ataques contra governo da Somália

28 maio 2009

Ban Ki-moon pediu aos doadores para concretizarem as promessas de ajuda feitas na recente conferència de Bruxelas para a reconstrução do país.

Carlos Araújo, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou energicamente os repetidos ataques contra o Governo Federal de Transição na Somália.

Num comunicado emitido pela sua porta-voz em Nova Iorque, Ban disse que a campanha de violência tem por objectivo derrubar um governo legítimo que tem vindo a conduzir um processo inclusivo de reconciliação e diálogo.

Processo de Paz

Ele manifestou a sua profunda preocupação pelo crescente número de civis mortos, feridos ou deslocados pelos últimos ataques.

O Secretário-Geral disse que apoia o pedido de assistência internacional lançado pelo governo somali para enfrentar o que descreveu de ameça ao processo de paz no país.

Ban Ki-moon pediu aos doadores para concretizarem as promessas de ajuda feitas durante a recente conferência de Bruxelas para a reconstrução da Somália.

Ele afirmou que existe uma oportunidade única para a paz no país do Corno de África, apesar da situação permancer frágil.

A Somália não tem um governo central e funcional desde a queda do presidente Siad Barre em 1991. As Nações Unidas estimam que cerca de 3,2 milhões de pessoas, 40% da população, necessitam de assistência humanitária.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud