Sem-teto na Europa

28 maio 2009

Recomendações serão levadas ao Comitê de Habitação e Gestão de Terra, marcado para setembro em Genebra. No Brasil, um projeto já tirou centenas de moradores de rua de Salvador.

Michelle Alves de Lima, da Rádio ONU em Nova York.*

A Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa, Unece, e o governo da Noruega concluíram, na semana passada, um workshop para discutir a situação dos moradores de rua no continente.

No evento, realizado em Oslo, capital da Noruega, especialistas recomendaram a criação de medidas preventivas para reduzir o número de pessoas que são obrigadas a morar nas ruas pela primeira vez.

Aurora da Rua

O evento também discutiu como reintegrar os sem-teto à sociedade.

De acordo com as Nações Unidas, milhares de pessoas estão vivendo nas ruas nos países escandinavos. Já no oeste do continente, Itália e Grã-Bretanha concentram dezenas de milhares de sem-teto.

A Comissão Econômica da ONU para a Europa informou que milhões de pessoas estão na mesma situação na Rússia, na Europa Oriental, no Cáucaso e na Ásia Central.

Em muitos países europeus, moradores de rua vendem revistas para gerar uma pequena renda. A exemplo da revista britânica "Big Issue", vendida pelos sem-teto nas ruas de Londres, o missionário francês Henrique da Trindade lançou a ideia em Salvador, e diz já ter tirado centenas de pessoas da rua com o jornal "Aurora da Rua".

Autoestima

Ele disse à Rádio ONU, de Salvador, que muitos sem-teto recuperaram a autoestima e retornaram à casa.

"Já foram 58 formados e treinados pela equipe do jornal, que vendem os jornais pelas ruas de Salvador. Desses 58, vários puderam voltar para a casa de cabeça erguida, como profissional, ou então puderam viajar, ou encontraram outros trabalhos. Alguns voltaram para as ruas depois de uma experiência, mas é uma minoria, apenas cinco ou seis que não conseguiram se manter como vendedores do jornal. Hoje, temos aproximadamente 22 ou 23 vendedores que efetivamente vendem o jornal. Os outros já estão num passo mais adiante, com outro trabalho, ou voltaram para a família", disse.

Soluções para Pobreza

O Aurora da Rua é reconhecido pela Rede Internacional de Jornais de Rua, Insp, um programa global que oferece soluções para a pobreza no mundo.

Outras duas publicações brasileiras são citadas pelo programa: OCAS, de São Paulo, e Boca de Rua, de Porto Alegre. O Insp engloba, ao todo, 101 jornais de ruas de 37 países.

Para o missionário Henrique da Trindade, o jornal dá voz a quem não tem.

Voz

"O jornal é muito mais do que simplesmente alguma coisa que se vende. Tudo é elaborado seriamente, como gostamos de dizer, é a face e a voz daqueles que são invisíveis da sociedade e que ninguém escuta", afirma.

As medidas sugeridas durante o workshop da ONU na Noruega serão discutidas no Comitê de Habitação e Gestão de Terra, que acontece em setembro em Genebra, na Suíça.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud