Cerca de 380 civis mortos no Sri Lanka, diz ONU

11 maio 2009

Milhares de pessoas ficaram também feridas em intensos combates este fim de semana no país; entre 50 mil a 100 mil civis continuam presos numa área de 3km² controlada pelos rebeldes.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A ONU disse ter informações de que cerca de 380 pessoas foram mortas e várias centenas feridas este fim de semana durante intensos combates entre forças do governo e rebeldes do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelan, no norte do Sri Lanka.

Segundo o porta-voz das Nações Unidas, em Colombo, Gordon Weiss, muitas das vítimas são crianças.

Escudos Humanos

Ele disse que a ONU está seriamente preocupada com a situação dos civis, entre 50 mil a 100 mil, que permanecem presos na área de conflito.

Numa entrevista à Rádio ONU, Weiss disse que os rebeldes continuam a impedir a saída da população civil enquanto o governo parece determinado a recuperar a pequena parcela de território que os Tigres ainda controlam.

O porta-voz da ONU disse ainda não haver quaisquer dúvidas de que os Tigres de Libertação do Tâmil Eelam estão a usar os civis como escudos humanos no conflito com o governo.

Consternado

O chefe humanitário das Nações Unidas, John Holmes, alertara em finais de Abril para a possibilidade de um banho de sangue no Sri Lanka, em resultado da ofensiva final das forças governamentais.

Durante a sua recente visita ao país, Holmes pediu às autoridades cingalesas para efectuarem uma pausa nos confrontos e facilitar o acesso de trabalhadores humanitários à zona de conflito.

Falando esta segunda-feira na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, o ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, David Miliband, disse estar consternado pelos eventos deste fim de semana, no Sri Lanka.

Miliband disse que as mortes têm de acabar. Ele afirmou que os civis presos num território de apenas 3 Km² são vítimas de uma guerra que não tem testemunhas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud