Boina-azul da ONU é assassinado em missão no Sudão
BR

8 maio 2009

O militar foi morto a tiro em Nyala, capital de Darfur Sul, por homens armados; este é 15º membro da Unamid morto desde dezembro de 2007.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

Um boina-azul da Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur, no Sudão, foi assassinado nesta sexta-feira no país.

Segundo a missão, o militar foi morto a tiros em Nyala, capital de Darfur Sul, quando entrava em casa. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Crimes de Guerra

O representante da ONU em Darfur, Rodolphe Adada, condenou com veemência o assassinato. Segundo ele, os ataques contra tropas de paz são um crime de guerra.

Este é o 15º boina-azul a ser morto em Darfur desde o início da Unamid em dezembro de 2007.

A missão foi criada pelo Conselho de Segurança para proteger civis em Darfur, onde cerca de 300 mil pessoas morreram e outros 2,7 milhões foram forçados a fugir de suas casas desde o surgimento do conflito em 2003 entre tropas do governo, milícias e rebeldes.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud