Milhões de crianças ameaçadas no Corno de Africa

8 maio 2009

Segundo o Unicef, que lançou o alerta, 19,8 milhões de pessoas na região, incluindo quatro milhões de crianças com menos de cinco anos, necessitam de assistência humanitária.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Uma combinação de insegurança alimentar crónica, conflitos e instabilidade política ameaça o bem estar e as vidas de milhões de crianças na região do Corno de África.

A afirmação está contida num comunicado divulgado esta sexta-feira em Nairobi, Quénia, pelo Fundo da ONU para a Infância, Unicef.

Vulneráveis

A agência das Nações Unidas revela que 19,8 milhões de pessoas, incluindo quatro milhões de crianças com idade inferior a cinco anos, necessitam actualmente de assistência humanitária.

Isto representa um aumento de quase seis milhões em relação aos números avançados pela ONU em Setembro de 2008.

O Unicef alertou o ano passado que milhões de novas famílias poderiam ficar mais vulneráveis se medidas urgentes não fossem tomadas. O comunicado do órgão afirma que esse cenário transformou-se agora numa realidade.

A vice directora-geral da agência para a África Austral e Oriental, Dorothy Rozga, disse que se registou nos últimos meses um aumento significativo no número de crianças que sofrem de malnutrição. Segundo ela, isto significa que muitas delas correm o risco de contrairem doenças e morrerem.

Doadores

O acesso a água potável e saneamento é extremamente limitado naquela sub- região, aumentando os surtos de doenças como a cólera e diarreia.

O Unicef debate-se também com uma falta de fundos para finanaciar os seus programas no Corno de África. Nos primeiros quatros meses deste ano, a agência recebeu contribuições que totalizam menos de 10% do seu orçamento de emergência de US$ 178 milhões.

O comunicado indica que o órgão não poderá continuar a apoiar programas cruciais para a sobrevivência de milhões de crianças e mulheres vulneráveis na Somália, Djibouti, Quénia, Eritreia, Etiópia e Uganda, se não receber fundos adicionais dos doadores.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud