Crise ameça Metas do Milênio e economias inteiras, diz Ban (Português para o Brasil)

7 maio 2009

Mensagem marca a Conferência da União Interparlamentar sobre Crise Econômica Global, em Genebra, até esta quinta-feira.

Michelle Alves de Lima, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a crise econômica atual está ameçando não só mercados de todo o mundo, mas também as Metas do Milênio das Nações Unidas.

Ban fez a afirmação numa mensagem enviada à Conferência da União Interparlamentar sobre a Crise Econômica Global, em Genebra.

Conferência

O encontro, nesta quinta e sexta-feiras, procura respostas da comunidade internacional para combater a crise.

O Secretário-Geral disse que os parlamentares têm autoridade para tomar decisões que terão repercussões a longo prazo. Segundo Ban, o mundo precisa de uma reconstrução financeira.

Em junho, Ban Ki-moon deverá abrir o Encontro de Alto Nível sobre a Crise Econômica, organizado pela ONU em Nova York.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, contou à Rádio ONU, de Brasília, o que o país deve trazer para a cimeira.

Banco Mundial

"O país vai trazer, sobretudo, o fato de ter participado, com o presidente Lula, muito ativamente, e depois os nossos ministros da Fazenda também, das reuniões do G-20. E o Brasil vai levar um pouco as ideias que tem já expressado nesses outros foros e poder talvez comunicar um pouco aos outros membros o que tem ouvido como reação, em termos com reforma do FMI, reforma do Banco Mundial, maior apoio ao crédito ao comércio e o comércio sobretudo de países em desenvolvimento", afirmou.

A Cimeira Financeira ocorre de 1º a 3 de junho, na sede da ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud