Situação de crianças em Gaza continua precária após conflito
BR

28 abril 2009

Segundo Unicef, cinco crianças morreram por contato com explosivos deixados na região após os combates entre tropas de Israel e o movimento islâmico Hamas; cessar-fogo foi declarado em janeiro.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, informou que a situação das crianças na Faixa de Gaza continua precária 100 dias após o fim do conflito entre tropas de Israel e militantes do movimento islâmico Hamas.

Segundo a agência da ONU, cinco crianças morreram após entrarem em contato com explosivos deixados na região. Pelo menos 14 foram feridas.

Recuperação

Numa entrevista a jornalistas, em Genebra, a porta-voz do Unicef, Veronique Taveau, disse também que os bloqueios de Israel à região e os conflitos internos palestinos estão dificultando os trabalhos de recuperação de Gaza.

Para Taveau, as crianças continuam sofrendo com problemas físicos e psicológicos.

A intervenção militar de Israel a Gaza, que terminou em janeiro, deixou 1,5 mil mortos e mais de 5,5 mil feridos.

A Agência de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, informou que 10% da população de Gaza ainda está vivendo sem eletricidade.

As clínicas administradas pela Unrwa afirmam que o número de pessoas com doenças associadas à água contaminada e falta de saneamento aumentou nos últimos meses.

*Apresentação: Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud