Sri Lanka passa por duas crises humanitárias, diz ONU
BR

28 abril 2009

Subsecretário-geral da ONU visita país e diz que civis estão sofrendo com fogo cruzado dos combates e com condições precárias dos acampamentos de deslocados pela violência.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O chefe de Assistência Humanitária das Nações Unidas, John Holmes, afirmou que o Sri Lanka está atravessando duas crises simultâneas.

Holmes, que visitou o país do sul da Ásia neste fim de semana, disse que os civis estão sofrendo com a violência dos combates entre separatistas e tropas do governo, e também com a situação precária dos acampamentos de deslocados.

Ofensiva

Dezenas de milhares de pessoas ainda estão presas na região do conflito em Vanni, no nordeste do Sri Lanka.

Tropas do governo cingalês dizem estar realizando a ofensiva final contra os rebeldes do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam, que lutam por independência há mais de 25 anos.

O subsecretário-geral da ONU, John Holmes, disse que os civis estão sendo impedidos de sair da área do conflito pelos Tigres do Tâmil.

Funcionários

Holmes disse que pelo menos 200 mil pessoas se refugiaram em acampamentos por causa da violência.

Metade destes deslocados chegou na semana passada.

A ONU disse que precisa ter acesso aos civis na área dos combates para levar ajuda humanitária.

O subsecretário-geral também discutiu com o governo do Sri Lanka a questão de 13 funcionários das Nações Unidas que ainda estariam em acampamentos de deslocados sem autorização para sair.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud