Ruanda inicia programa de vacinação contra a meningite (Português para África)

23 abril 2009

Meta é vacinar todos os bebés com menos de um ano até o fim de 2009; a pneumonia, a meningite e a sepsia são responsáveis por 1,6 milhões de mortes todos os anos.

Michelle Alves de Lima, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

Centenas de ruandeses comemoraram nesta quinta-feira o lançamento do programa nacional de vacinação contra pneumonia, meningite e sepsia.

Ruanda foi o primeiro país em desenvolvimento a receber a vacina contra as doenças que mais matam crianças com menos de cinco anos no mundo inteiro.

O trabalho da Aliança Gavi, uma parceria que inclui o Unicef, a OMS, o Banco Mundial, a Fundação Bill e Melinda Gates e representantes da indústria de vacinas de países industrializados e de países em desenvolvimento, vai fazer com que medicamentos de prevenção de última geração usados no mundo industrializado cheguem aos países mais pobres.

Meta

O programa visa vacinar até o fim deste ano todos os bebés com menos de um ano. Em seguida, a imunização será aplicada em crianças.

A acção vai ajudar o país a alcançar uma das metas estabelecidas pela ONU nos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, que é a redução da mortalidade infantil.

Mudanças

Segundo uma nota da Aliança Gavi, a introdução desse tipo de método preventivo no Ruanda é sinal de uma nova era no país.

De acordo com o secretário-executivo do órgão, Dr. Julian Lob-Levyt, se for aplicada em todos os países-membros da aliança, a vacina pneumococcal pode salvar a vida de mais de 440 mil crianças até o ano de 2015.

Segundo dados da Gavi, a pneumonia, a meningite e a sepsia matam 1,6 milhões de pessoas todos os anos, incluindo mais de 1 milhão de crianças com menos de cinco anos de idade. Mais de 90% dessas mortes ocorrem nos países em desenvolvimento.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud