Pelo menos 35 morrem em naufrágio no Golfo de Áden
BR

23 abril 2009

Segundo o Acnur, navio que traficava pessoas afundou na costa do Iêmen; Travessias arriscadas na área já mataram mais de 130 pessoas neste ano.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que pelo menos 35 pessoas morreram, nesta quarta-feira, após um navio que transportava migrantes ter afundando na costa do Iêmen.

Segundo a agência da ONU, a embarcação transportava 117 pessoas que estariam sendo traficadas. O barco teria partido da Somália no leste da África.

Acolhimento

Os sobreviventes do naufrágio foram transferidos para um centro do Acnur. Entre as vítimas está uma criança de 8 anos que acabou perdendo a mãe na tragédia.

O Acnur informou que um segundo barco transportando 105 pessoas, também vítimas de tráfico humano, chegou ao porto do Iêmen sem problemas. Todos os passageiros estão recebendo assistência da agência.

Pelo menos 131 migrantes já morreram este ano ao tentar fazer a travessia do Golfo de Áden a caminho do Iêmen. A grande maioria das pessoas sai da Somália.

O Acnur afirma que os migrantes estão tentando fugir de situações de guerra civil, instabilidade política, pobreza e fome não só na Somália, mas também em outros países do chamado Chifre da África, no extremo leste do continente.

Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud