Sri Lanka: mais de 63 mil deslocados por conflito
BR

17 abril 2009

ONU voltam a saída de até 190 mil civis presos na área dos combates entre separatistas e tropas do governo.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que o número de pessoas deslocadas pelo conflito no Sri Lanka já passa de 63 mil.

Segundo a agência, a situação dos civis está cada vez mais grave desde o início da ofensiva do Exército cingalês contra rebeldes separatistas do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam.

Tendas

Os combates estão ocorrendo na região de Vanni, no nordeste do país.

O Acnur informou que está reforçando sua assistência na área com distribuição de tendas, colchões, mosquiteiros e roupas para os deslocados.

Várias agências da ONU voltaram a pedir que até 190 mil civis, presos na área do conflito, sejam autorizados a sair do local.

Segundo a mídia cingalesa, eles estariam sendo impedidos de fugir pelos rebeldes tâmeis.

Trégua

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, disse que a situação de crianças e mulheres é ainda mais grave.

No início desta semana, o governo decretou uma trégua de dois dias, mas voltou a combater os rebeldes logo após a expiração do prazo.

Segundo as tropas do Sri Lanka esta seria uma ofensiva final contra o movimento que luta por independência há mais de 25 anos no país do sul da Ásia.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud