ONU quer mundo mais multilateral

17 abril 2009

Em discurso na histórica Universidade de Princeton, Secretário-Geral afirma que ONU pode servir como agente de tranformação para os desafios do século 21.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o mundo precisa implementar o que ele chamou de um "novo multilateralismo".

A declaração foi feita nesta sexta-feira durante um discurso na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

Armas Nucleares

Para Ban, o mundo está enfrentando uma série de ameaças incluindo o aquecimento global, a pobreza extrema e os perigos de armas nucleares.

Segundo ele, ainda em 2009, o número de pessoas sem emprego pode aumentar para mais de 50 milhões.

A crise também atinge a África.

De acordo com Ban Ki-moon, a economia do continente deve perder mais que o dobro, em porcentagem, se comparada ao prejuízo registrado pelas economias asiáticas durante a crise da década passada.

Em sua proposta de multilateralismo, Ban afirmou que a iniciativa pretende promover "poder com princípios" além de reconhecer a natureza interconectada dos desafios globais.

Fronteiras

De acordo com o Secretário-Geral, o mundo hoje enfrenta ameaças que ultrapassam fronteiras.

Ele lembrou ainda que há 10 anos, a ONU tinha 20 mil boinas-azuis em áreas de conflito. Hoje, este número é quase seis vezes maior.

Ban Ki-moon afirmou que a organização precisa estar devidamente equipada para lidar com as questões globais do século 21.

Ele finalizou dizendo que as Nações Unidas têm um compromisso de funcionar não só como um instrumento de serviço à humanidade, mas também como um agente de transformação em tempos de crise.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud