Monuc reforça cooperação com exército congolês (Português para África)

16 abril 2009

Criação de centros conjuntos de coordenação militar visa aumentar a segurança na província de Kivu Norte onde rebeldes ruandeses continuam a atacar civis, tropas congolesas e capacetes azuis.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A missão da ONU na República Democrática do Congo, Monuc, disse que estabeleceu dois centros conjuntos de coordenação com o exército congolês, para apoiar o governo nos seus esforços de restaurar a segurança no nordeste do país.

Os dois lados já nomearam os seus respectivos comandantes nos centros e brevemente irão escolher os oficiais militares para implementar as operações conjuntas no terreno.

As duas bases de coordenação ficam localizadas nas cidades de Sake e Kiwanja. Ambas encontram-se na conturbada província de Kivu Norte onde rebeldes hutus das Forças Democráticas de Libertação do Ruanda, Fdlr, continuam a atacar civis, tropas congolesas e capacetes azuis da ONU.

Repatriamento

Uma nota da Monuc revela também que o Alto Comissariado para Refugiados, Acnur, repatriou cerca de 7 mil nacionais ruandeses desde Janeiro. A agência das Nações Unidas prossegue também o processo de repatriamento de antigos rebeldes ruandeses e suas famílias.

A situação humanitária no Kivu Norte é descrita pela ONU como dramática, com cerca de 850 mil deslocados internos. Desse total, 250 mil foram forçados a fugir das suas casas desde Agosto último.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud