Migiro pede mais ajuda no combate à pobreza (Português para África)

16 abril 2009

Falando numa conferência em Montreal, a vice-Secretária-Geral pediu aos países ricos para aumentarem a sua contribuição para o alcance das Metas de Desenvolvimento do Milénio.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A vice-Secretária-Geral da ONU, Asha-Rose Migiro, disse esta quinta-feira que o mundo fez progressos substanciais em algumas das Metas de Desenvolvimento do Milénio, um plano de acção para combater ou erradicar males sociais até 2015.

Falando na Cimeira sobre o Milénio, em Montreal, Canadá, Migiro afirmou que desde a adopção das metas, no ano 2000, centenas de milhões de pessoas saíram de uma situação de pobreza extrema. Ela indicou também avanços no combate a doenças como a malária, tuberculose e HIV-Sida e uma maior paridade de género na educação primária.

A vice-Secretária-Geral disse, contudo, que ainda havia muito por fazer em áreas como a saúde materna e mudanças climáticas.

Estímulo Fiscal

Asha-Rose Migiro afirmou que políticas correctas devem ser acompanhadas por financiamento adequado e pediu aos países ricos para cumprirem a promessa de canalizarem 0,7% do seu Produto Interno Bruto, PIB, para ajuda ao desenvolvimento.

Ela disse que nos últimos anos os países ricos gastaram US$ 1,2 trilhões em despesas militares, US$ 300 milhões em subsídios agrícolas e cerca de US$ 3 trilhões em programas de estímulo fiscal. Em comparação, a ajuda ao desenvolvimento em 2008 não ultrapassou os US$ 120 mil milhões.

Migiro revelou que a ONU vai realizar em Nova Iorque, em 2010, uma segunda conferência para rever os progressos alcançados na implementação das Metas de Desevolvimento do Milénio.

Direitos Humanos

Antes de viajar para o Canadá, a vice-Secretária-Geral participou na quarta-feira numa reunião de alto nível das Nações Unidas e da União Europeia, EU, em Barcelona, Espanha.

Ela elogiou o apoio da União Europeia à ONU em três áreas cruciais: paz, direitos humanos e desenvolvimento, afirmando que a asistência financeira da EU é também inestimável.

Migiro afirmou que um sistema multilateral eficaz nunca foi tão necessário para combater as crises financeira, alimentar, energética e ambiental.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud