Civis continuam cercados em zona de conflito no Sri Lanka (Português para o Brasil)

6 abril 2009

Ban Ki-moon pediu fim dos combates na região de Vanni entre tropas do governo e os separatistas do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam.

João Rosario, para a Rádio ONU em Nova York.*.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, voltou a pedir proteção para as vítimas do conflito na região de Vanni, no norte do Sri Lanka.

Segundo informações locais, os civis estão cercados numa área de 58km2 que está sendo alvo de combates entre tropas do governo e os rebeldes do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam.

Crianças

Os Tigres do Tâmil lutam por independência há mais de 25 anos. Nos últimos meses, o Exército cingalês informou que estava lançando uma ofensiva militar para derrotar o movimento.

Em seu apelo, Ban Ki-moon disse que a situação está provocando um grande número de vítimas, muitas delas crianças.

De acordo com relatos locais, os rebeldes estariam mantendo os civis à força na área de combates.

A ONU calcula que até 190 mil pessoas estejam cercadas. Muitos deles estão sendo impedidos de fugir.

O Programa Mundial de Alimentos informou que está enviando ao Sri Lanka mil toneladas de comida que deverão ser distribuídas para cerca de 100 mil pessoas durante 20 dias.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud