ONU quer turismo na agenda da cimeira do G-20

31 março 2009

Organização Mundial do Turismo, OMT, diz que sector representa 5% do Produto Interno Bruto e 6% dos postos de trabalho dos países do G-20, que inclui África do Sul, Brasil e China.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas recomendaram aos países membros do G-20, o grupo das 20 maiores economias do mundo, que incluam turismo e viagens em seus pacotes de estímulo.

O apelo foi feito pela Organização Mundial do Turismo, OMT, nesta terça-feira, em Madrid, sede da agência.

Momento Crítico

Segundo a OMT, o sector é um criador de empregos e serviços, por excelência, e não deve ficar de fora de pacotes de estímulo fiscal e planos de promoção da economia verde.

A vice-secretária-geral da OMT, Sandra Carvão, disse à Rádio ONU, de Madrid, que o turismo pode oferecer muito mais para economias em todo o mundo.

"Estamos num momento crítico e o turismo é um sector, cada vez mais importante, em nível económico. E que pode de facto dar uma contribuição significativa para o desenvolvimento e para que passemos este momento de crise. Até porque é um sector que teve impacto, mas não tanto impacto como outros setores, por exemplo", afirmou.

Aquecimento Global

Segundo a OMT, o turismo representa 5% do Produto Interno Bruto, PIB, e 6% dos postos de trabalho dos países do G-20. O sector concentra ainda o principal motor de crescimento e comércio para os países mais pobres.

Para Sandra Carvão, o turismo desempenha um papel importante em África e pode liderar a resposta pelo combate ao aquecimento global.

"Neste aspecto, investimentos em África é bastante importante porque há uma consciência, cada vez maior, de que há de se ter respeito pelos critérios de sustentabilidade. Não só pelos que vivem ali, mas também pelos turistas que buscam estes destinos em África", disse.

De acordo com os dados da ONU, os serviços gerados pelo turismo global exportam cerca de US$ 3 mil milhões por dia.

*Apresentação: Carlos Araújo, Rádio ONU, Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud