Conferência em Haia discute futuro do Afeganistão

31 março 2009

Ban Ki-moon apelou à realização de eleições presidenciais credíveis em Agosto; evento na cidade holandesa contou ainda com a nova secretária americana de Estado, Hillary Clinton, entre outros líderes internacionais.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse esta terça-feira que 2009 é um ano crítico para o Afeganistão, tendo apelado a uma maior coordenção entre os esforços militares e políticos para enfrentar os vários desafios que o país enfrenta.

Ele falava em Haia, na Holanda, numa conferência internacional para fazer uma revisão das prioridades estabelecidas para o Afeganistão na reunião de doadores, realizada o ano passado em Paris, na França.

Ban fez referência às eleições presidencias marcadas para Agosto, dizendo que o segundo ciclo eleitoral nos países que emergem de conflitos é sempre mais difícil do que o primeiro.

O Secretário-Geral afirmou que muitas vezes eleições fraudulentas causam mais instabilidade. Ele disse que isto não pode acontecer no Afeganistão.

O presidente afegão, Hamid Karzai, disse que o reforço da segurança no país tem de ser acompanhado de progressos em áreas sociais como a educação e a saúde.

O chefe de Estado do Afeganistão disse que o desenvolvimento sustentàvel é a melhor garantia para uma victória permanente sobre o terrorismo.

A reunião em Haia é a segunda para Ban Ki-moon em apenas quatro dias.

Na semana passada, ele esteve num encontro sobre o Afeganistão em Moscovo, na Rússia.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud