Outro brasileiro comandará missão no Haiti

27 março 2009

Ban Ki-moon informou ao Conselho de Segurança sua intenção de nomear o general Floriano Peixoto Vieira Neto para chefiar tropas da ONU na ilha caribenha; se aprovado, ele subsituirá o comandante Santos Cruz, do Rio Grande do Sul.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A porta-voz do Secretário-Geral da ONU, Michele Montas, disse que Ban Ki-moon comunicou ao Conselho de Segurança que pretende nomear um outro militar brasileiro para comandar as tropas de paz no Haiti.

Montas informou que o general Floriano Peixoto Vieira Neto deverá substituir o atual comandante Carlos Alberto dos Santos Cruz, que deixará o cargo em 9 de abril.

O general Floriano Peixoto tem uma longa carreira no Exército brasileiro, onde ingressou em 1973.

Caminho da Paz

Ele já esteve no Haiti, em 2004, logo no início da missão no país. E serve, atualmente, em Brasília.

Durante uma visita a Nova York, no começo desta semana, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, contou à Rádio ONU que sua experiência no Haiti foi uma das melhores de sua carreira, e segundo ele, o país está firme no caminho da paz.

"A gente tem muita esperança que o Haiti dê certo. A gente não é a solução. O militar não é a solução. Nós somos um instrumento do poder público para resolver situações muito pontuais e temporárias. A solução do problema haitiano passa por uma melhoria dos níveis de desenvolvimento social e econômico. Isso é que importante. Ter mais trabalho para as pessoas porque o índice de desemprego é muito alto, e com mais trabalho, eles terão melhores condições de vida", afirmou.

Segundo o Ministério da Defesa, o novo comandante das tropas da ONU, no Haiti, general Floriano Peixoto, nasceu em Minas Gerais. Ele será o quinto militar brasileiro a chefiar a Minustah.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud