Nações Unidas pedem US$ 1 trilhão para países pobres

27 março 2009

Apelo faz parte de uma carta que o Secretário-Geral enviou aos líderes do G-20; grupo vai reunir-se em Londres no dia 2 de Abril.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas afirmaram que se não forem tomadas medidas urgentes e decisivas, a actual crise económica poderá ser agravada por uma outra severa crise de instabilidade global.

A declaração faz parte de uma carta enviada pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, aos líderes do G-20, o grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo incluindo Brasil, China, Índia e África do Sul.

Estímulo

Segundo ele, os países em desenvolvimento precisarão de pelo menos, US$ 1 trilhão, para enfrentar a crise financeira atual.

Os líderes do G-20 vão reunir-se no próximo dia 2 de Abril em Londres para tratar do tema.

Ban Ki-moon disse que se a crise não for encarada, de forma adequada, uma recessão severa e longa poderá afectar países e regiões de forma profunda para a segurança e a estabilidade de todos.

O Secretário-Geral da ONU pediu aos líderes do G-20 que promovam um pacote de estímulo verdadeiramente global para responder às necessidades dos países em desenvolvimento.

Comércio

De acordo com as Nações Unidas, a quantia de US$ 1 trilhão deverá apoiar os países pobres até 2010.

Ban Ki-moon criticou acções protecionistas e disse que é hora de reavivar as conversações de Doha, que prevêem a liberalização do comércio.

O Secretário-Geral concluiu a sua carta aos líderes do G-20 pedindo um compromisso para o acordo da nova fase de cumprimentos do Protocolo de Kyoto e uma a reforma do sistema financeiro internacional segundo as novas realidades do mundo.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud