FMI anuncia reformas na concessão de linhas de crédito
BR

25 março 2009

Órgão vai emprestar quantias maiores e limitar termos de acordos às características de cada país; economias bem geridas terão mais vantagens.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo Monetário Internacional, FMI, anunciou nesta terça-feira que realizará mudanças no sistema de concessão de empréstimos.

Entre as novidades estão novas linhas de crédito para as chamadas economias bem administradas mas que precisem de seguro, aumento no valor da quantia emprestada e acordos sob medida.

Apoio

Segundo o FMI, as mudanças são parte de um pacote especial para ajudar os países a enfrentar a crise econômica global.

No caso das economias mais fortes, o órgão deverá oferecer também uma espécie de apólice que poderá ser acionada sem que o país tenha que alcançar metas fiscais, geralmente impostas pelo FMI no caso de empréstimos tradicionais.

O diretor-gerente do órgão, Dominique Strauss-Kahn disse que as reformas representam uma mudança importante na maneira como o fundo ajuda seus países-membros num momento de crise.

Flexibilidade

Para Strauss-Kahn, uma maior flexibilidade por parte do órgão levará o FMI a responder, de forma mais eficiente, principalmente às economias emergentes e de países em desenvolvimento.

O pacote com as novas medidas foi aprovado poucos dias antes do encontro do G-20, o grupo de países industrializados e emergentes, marcado para começar em 2 de abril em Londres. O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, deve participar da reunião.

Segundo analistas, as novas medidas do FMI ajudarão a aumentar a confiança dos credores.

*Apresentação: Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud