Ban aplaude libertação de funcionário da ONU (Português para África)

23 março 2009

Numa nota, Ban Ki-moon renovou o seu apelo para a libertação dos dois outros funcionários que foram sequestrados no Niger juntamente com Soumana Mounkaila, récem-libertado.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse estar satisfeito com a notícia de que Soumana Mounkaila, um dos três funcionários das Nações Unidas sequestrados no Niger a 14 de Dezembro do ano passado, foi libertado ileso.

Numa nota divulgada esta segunda-feira em Nova Iorque, Ban apreciou os esforços feitos pelo governo do Niger e outros indivíduos na região para ajudar a libertação dos funcionários desaparecidos.

Solidariedade

O Secretário-Geral renovou o seu apelo aos que continuam a deter Robert Fowler e Louis Guay para os libertar o mais rapidamente possível.

Robert Fowler, um enviado da ONU de nacionalidade canadiana, desapareceu quando viajava numa estrada perto da capital do Niger, Niamey, juntamente com Louis Guay e Soumana Mounkaila.

As Nações Unidas comemoram esta terça-feira, 24 de Março, o Dia Mundial de Solidariedade para com os Funcionários Detidos ou Desaparecidos.

Sequestro

A data marca o aniversário do sequestro de Alec Collet, em 1985, perto do aeroporto de Beirute, no Líbano. Collet, um antigo director do Centro de Informação da ONU, trabalhava para a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinianos quando foi sequestrado. O seu caso nunca foi resolvido.

Pelo menos 19 funcionários da ONU continuam detidos ou desaparecidos. Robert Fowler, no Niger e John Solecki, o representante do Alto Comissariado para os Refugiados sequestrado no Paquistão há seis semanas, são os casos mais recentes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud