Banco Mundial revê para baixo crescimento da China (Português para o Brasil)

18 março 2009

Segundo órgão, desempenho do Produto Interno Bruto, PIB, do país asiático deverá cair de 7,5% para 6,5%, mas economia continua com boa performance apesar da crise global.

O Banco Mundial anunciou uma redução na perspectiva de crescimento da economia da China para este ano.

Segundo o órgão, o Produto Interno Bruto do país asiático, PIB, deverá diminuir 1% passando de 7,5% a 6,5%.

Produtos Chineses

Especialistas afirmam que a queda na procura por produtos chineses no exterior seria uma das causas.

Mas de acordo com o órgão, apesar da crise financeira, a China está mantendo sua economia com boa performance.

Os dados foram publicados no Balanço Trimestral do Banco Mundial sobre o país, nesta quarta-feira.

O diretor do Banco Mundial para China e Mongólia, David Dollar, disse à Rádio ONU, de Pequim, que a revisão para baixo deve gerar mais desemprego no país.

Impacto

Dollar informou que o corte de postos de trabalho deverá ocorrer por causa da diminuição de demanda no setor de manufaturados.

Mas segundo ele, a redução de 1% não será um grande problema para o país.

Dollar lembrou que a China tem crescido mais rápido que outros países e que a crise global terá um impacto menos forte para os chineses.

O documento indica que o setor bancário escapou, em grande escala, da crise financeira. Mas as exportações foram afetadas em cheio.

O órgão diz que a redução deve atingir novos investimentos estrangeiros na China.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud