UN-Habitat vai abrir escritório em Angola

16 março 2009

Acordo foi assinado em Luanda pela directora-executiva do órgão, Anna Tibaijuka; governo angolano contribuirá com um fundo inicial de US$ 680 mil para o arranque da delegação.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Centro das Nações Unidas para Assentamentos Humanos, UN-Habitat, vai abrir um escritório em Angola.

O acordo foi assinado na quinta-feira, em Luanda, pela directora-executiva do órgão, Anna Tibaijuka, e pelo vice-ministro angolano dos negócios estrangeiros, George Chicoti.

O acordo terá a duração de cinco anos e culmina um processo de negociações que teve início em Outubro do ano passado quando Tibaijuka esteve em Luanda para participar no Dia Mundial da Habitação.

Habitação Social

O escritório da UN-Habitat em Luanda vai encorajar a cooperação internacional a implementar a sua agenda em Angola, cooperar com organismos regionais e nacionais e envolver o sector privado e a sociedade civil na promoção dos programas e campanhas do órgão no país.

O governo de Angola contribuirá com um fundo incial de US$ 680 mil para o arranque do escritório. Os restantes fundos necessários para o funcionamento da delegação serão angariados pela UN-Habitat, com sede em Nairobi, no Quénia.

Durante as conversações com Anna Tibaijuka, as autoridades angolanas manifestaram a necessidade para um apoio imediato do órgão em duas áreas específicas: habitação social e reforma da lei da terra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud