Ban apela à retomada do diálogo político em Madagáscar

13 março 2009

Ban Ki-Moon elogiou, numa nota, a declaração das Forças Armadas do país de que respeitariam a constituição; agências de notícias dão conta da presença de tanques nas ruas da capital, Antananarivo, esta sexta-feira.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu às autoridades de Madagáscar para recomeçarem o diálogo político naquele país do Oceano Índico.

A sua nota, emitida esta quinta-feira, seguiu-se a relatos de escalada da tensão, e de divisões entre as Forças Armadas malgaxes. Segundo agências de notícias, o Exército colocou tanques nas ruas da capital Antananarivo nesta sexta-feira.

Confrontos

Pelo menos 100 pessoas já morreram em confrontos entre simpatizantes do presidente Marc Ravalomanana e do presidente da câmara da capital de Madagáscar, Andry Rajoelina.

Os dois rivais políticos afirmaram, no mês passado, que estavam comprometidos em resolver suas diferenças através de um diálogo mediado pelas Nações Unidas.

Os confrontos no país começaram em Janeiro.

Declaração

Para Ban Ki-moon, a única solução para a crise será o recomeço do diálogo.

O Secretário-Geral da ONU elogiou a declaração das Forças Armadas de que respeitariam a Constituição do país.

Desde o início dos confrontos, o enviado especial de Ban Ki-moon, Haile Menkerios, já esteve em Madagáscar duas vezes para ajudar nas conversações entre as duas partes.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud