ONU volta a pedir fim dos combates no Sri Lanka (Português para o Brasil)

5 março 2009

Ban Ki-moon condenou o aumento dos casos de morte devido ao conflito entre tropas do governo e rebeldes separatistas do Tigres de Libertação Tâmil Eelam.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou, de forma veemente, o aumento do número de mortes nos combates entre tropas do Sri Lanka e separatistas do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam.

De acordo com agências humanitárias, centenas de pessoas teriam morrido ou ficado feridas nos confrontos dos últimos meses. A área mais afetada é a província de Vanni, no norte do país.

Passagem

Ban pediu o fim da violência e disse que ambos os lados devem permitir a saída de civis das áreas de conflito, assim como a passagem de ajuda às vítimas.

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, disse que a situação das pessoas que vivem em Vanni se agravou ainda mais no mês passado.

De acordo com o Ocha, a área de combate foi reduzida cerca de seis vezes, passando de uma esfera de 300 km2 para cerca de 50 km2.

A violência está levando até 200 mil pessoas a procurar refúgio em outras áreas.

Ban Ki-moon pediu aos rebeldes que entreguem suas armas e cooperem com os esforços de agências humanitárias. Ele também afirmou que os rebeldes devem parar de recrutar crianças-soldados.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud