Timor-Leste investe em força feminina na defesa da paz (Português para o Brasil)

5 março 2009

Evento, de dois dias, ocorre em Díli, capital do país, e coincide com antecipação pela ONU do Dia Internacional da Mulher, marcado em 8 de março.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

Foi aberta nesta quinta-feira, no Timor-Leste, a 2a. Conferência Internacional Mulheres Pela Paz.

O encontro, de dois dias, ocorre em Díli, capital do país, e coincide com a antecipação pelas Nações Unidas das comemorações do Dia Internacional da Mulher, marcado neste domingo.

Força Criativa

Segundo a reunião, as mulheres podem ser agentes criativos de paz e mudança, especialmente em sociedades pós-conflito, como é o caso da ex-colônia portuguesa, que se tornou independente em 2002.

Os organizadores do evento no Timor afirmam que a participação feminina oferece uma força criativa para a construção da paz.

No ano passado, o governo timorense anunciou uma promessa de lutar por igualdade de gênero e de investir em mais autonomia para meninas e mulheres.

Fertilidade

Uma outra iniciativa timorense é apoiar mais programas de planejamento familiar. O país tem um dos maiores índices de fertilidade da Ásia com uma média de 7,8 filhos por mulher.

Apenas poucas grávidas recebem tratamento pré-natal no Timor.

As comemorações para o Dia Internacional da Mulher começaram na sede da ONU nesta quinta-feira, como parte da 53ª. Sessão da Comissão sobre o Estatuto da Mulher.

O Secretário-Geral, Ban Ki-moon, abrirá a série de eventos para marcar o Dia Internacional da Mulher com um discurso baseado no tema deste ano: Mulheres e Homens Unidos para Acabar com a Violência contra Mulheres e Crianças.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud