ONU discute desafios de cidades africanas

26 fevereiro 2009

A conferência organizada pela UN-Habitat vai também debater o importante papel desempenhado pelas cidades capitais no desenvolvimento económico do continente.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Presidentes de câmaras de várias cidades capitais em África iniciaram esta quinta-feira uma reunião de dois dias em Nairobi, no Quénia, para discutirem os principis desafios enfrentados pelos centros urbanos africanos.

Organizada pelo Centro das Nações Unidas para Assentamentos Humanos, UN-Habitat, a conferência vai também debater o papel dinâmico e estratégico das metrópoles africanas no desenvolvimento dos seus países, nas áreas política, social, cultural e tecnológica.

Mudanças Climáticas

Jaime Comiche, o ex-encarregado da UN-Habitat em Moçambique, disse à Rádio ONU, de Maputo, que mudanças climáticas constituiam o principal desafio para a capital moçambicana.

"Maputo está exposta a eventos extremos do clima, como por exemplo ciclones e chuvas torrenciais que ocorrem cada vez com mais intensidade e também sujeita à erosão costeira. Todos estes fenómenos se relacionam com o aquecimento global e mudanças climáticas" afirmou.

Optimismo

Jaime Comiche afirmou, contudo, que vê o futuro de Maputo com optimismo se a cidade for gerida correctamente.

"Os especialistas de desenvolvimento urbano dizem que as cidades onde as coisas estão todas por fazer e onde há uma emergência grande do sector informal acabam por tornar-se mais criativas e com potencial de sustentatibilidade de longo prazo muito maior do que aquelas cidades onde já está tudo feito, não há espaço para expandir e as oportunidades para os mais pobres são mais restritas" disse.

A reunião de Nairobi termina esta sexta-feira.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud