Países debatem, em Londres, medidas contra pirataria (Português para o Brasil)

25 fevereiro 2009

Organização Marítima Internacional diz que situação é mais crítica no leste da África, onde houve 120 ataques contra navios cargueiros em 2008.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas estão realizando uma reunião, em Londres, para discutir ações contra pirataria em alto mar.

Segundo a Organização Marítima Internacional, que abriga o encontro, em 2008, houve mais de 100 casos no leste da África.

Guerra Civil

Leia o boletim de Marcelo Torres, da Rádio ONU em Londres.

"A situação é preocupante no Golfo do Aden, onde quadrilhas armadas sequestram barcos e fazem reféns entre tripulantes e passageiros. Quase sempre, a operação tem como base o litoral da Somália.

De acordo com a ONU, em 2008 houve aproximadamente 120 ataques a navios cargueiros na região.

A Somália tem tido dificuldade para combater, sozinha, a pirataria, já que há mais de uma década está sendo alvo de uma guerra civil.

Na terça-feira, confrontos entre o governo e forças rebeldes deixaram 15 mortos na capital do país, Mogadíscio.

Tráfico Humano

O grupo de trabalho foi formado a partir de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU de dezembro do ano passado e voltará a se encontrar no mês de março no Egito."

O encontro em Londres termina nesta quarta-feira.

De acordo com as Nações Unidas, o leste da África tem sido alvo também de traficantes de seres humanos. Na terça-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que seis pessoas morreram após um acidente de barco numa aparente tentativa de tráfico humano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud