OIT discute impacto da crise no sector financeiro

24 fevereiro 2009

Cerca de 130 mil trabalhadores do sector financeiro foram despedidos nos últimos cinco meses; Londres e Nova Iorque deverão ser os centros mais atingidos.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

A Organização Internacional do Trabalho, OIT, iniciou, nesta terça-feira, em Genebra, na Suíça, um encontro para debater o impacto da crise económica sobre os mais de 20 milhões de trabalhadores do sector financeiro.

A reunião conta com a participação de representantes de governos e organizações de empregados e empregadores.

Segundo um relatório da OIT, foram registados mais de 325 mil despedimentos entre Agosto de 2007 e Fevereiro deste ano. Cerca de 130 mil foram anunciados desde Outubro de 2008.

Agravamento

De acordo com a representante da OIT, Elizabeth Tinoco, o número de despedimentos no sector financeiro deve crescer ainda mais como resultado do agravamento da economia mundial.

O documento da agência indica ainda que centros financeiros, como Londres e Nova Iorque, serão imediatamente afectados pela crise.

Os participantes na reunião deverão discutir medidas de ajuda aos trabalhadores para lidar com o problema, incluindo subsídios de desemprego e programas de formação.

Segundo o relatório, o diálogo entre governos, entidades patronais e sindicatos poderá facilitar a adopção de práticas mais eficazes para o sector financeiro.

O encontro termina nesta quarta-feira.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud