ONU elogia anistia a presos políticos em Mianmar
BR

24 fevereiro 2009

Secretário-Geral diz que decisão é primeiro passo para avanços no processo de democratização, e pediu libertação de centenas de outros detentos no país incluindo a Prêmio Nobel, Aung San Suu Kyi.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas elogiaram a decisão do governo de Mianmar, a antiga Birmânia, de libertar 23 presos políticos no país.

A declaração foi feita pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, nesta segunda-feira, em Nova York.

Prêmio Nobel da Paz

Leia o boletim de Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

"Ban afirmou que a decisão representa um primeiro passo na direção do processo de democratização do país.

Mianmar, no sudeste da Ásia, é governado por uma junta militar. Entre os presos políticos está a líder da oposição e Prêmio Nobel da Paz, Aung Sang Suu Kyi.

Enviado Especial

Ban fez o comentário após se encontrar com o Grupo de Amigos de Mianmar, formado por países vizinhos e outros governos.

Ele pediu aos líderes de Mianmar que libertem centenas de outros prisioneiros políticos incluido Suu Kyi, além da retomada do diálogo entre governo e oposição sem demora e condições."

Na semana passada, o Secretário-Geral da ONU se reuniu com seu enviado especial a Mianmar, Ibrahim Gambari, que visitou o país no fim de janeiro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud