Agentes humanitários mortos em Darfur, diz ONU (Português para África)

23 fevereiro 2009

Porta-voz da Unamid confirma que os dois funcionários eram de nacionalidade sudanesa e trabalhavam para uma ONG francesa; eles foram mortos este fim de semana num ataque em Darfur Sul.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A missão conjunta da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, confirmou a morte de dois trabalhadores humanitários num ataque este fim de semana naquela província do Sudão.

Um porta-voz da missão, Noureddine Mezni, disse à Radio ONU, do quartel-general da Unamid, em El Fasher, que um grupo armado de 24 homens, a cavalo e em camelos, efectuou uma emboscada contra os agentes humanitários numa estrada entre as localidades de Kurunji e Khor Abeshe, em Darfur Sul.

Acto Criminoso

Mezni revelou que os dois agentes humanitários mortos no ataque eram de nacionalidade sudanesa e trabalhavam para uma organização francesa, Ajuda Médica Internacional, AMI.

Quatro outros civis ficaram feridos durante a operação. Ele disse ainda tratar-se de um acto criminoso, sem quaisquer motivações políticas.

A Unamid já iniciou uma investigação para averiguar as circunstâncias do ataque e a identidade do grupo que o perpetrou.

Segundo a ONU, 300 mil pessoas morreram e 2,7 milhões foram deslocadas naquela conturbada região sudanesa, desde o início da guerra civil, em 2003.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud