ONU saúda acordo sobre Darfur (Português para África)

17 fevereiro 2009

Ban Ki-moon disse que acordo de boa vontade assinado em Doha, Catar, representa um passo construtivo nos esforços para uma conclusão pacífica para o conflito em Darfur.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou o acordo assinado esta terça-feira, em Doha, pelo governo do Sudão e pelo grupo rebelde de Darfur, Movimento para a Justiça e Igualdade, JEM. As conversações decorreram sob os auspícios das autoridades de Catar e do mediador chefe das Nações Unidas e da União Africana, Djibril Bassolé.

O acordo de boa vontade e reforço de confiança para a resolução do problema de Darfur representa, segundo Ban, um passo construtivo nos esforços em curso para negociar uma conclusão pacífica para o longo conflito naquela região sudanesa.

Hostilidades

Num comunicado emitido pelo seu porta-voz em Nova Iorque, o Secretário-Geral apelou ao governo sudanês e ao JEM para avançarem rapidamente para uma cessação das hostilidades e para um acordo explícito e pormenorizado sobre o alcance de conversações inclusivas.

Ban Ki-moon sublinhou que a situação em Darfur não irá melhorar enquanto as partes não renunciarem à violência. Ele reiterou ainda a determinação da ONU de continuar a sua mediação, o seu trabalho humanitário e os seus esforços de manutenção de paz de forma imparcial.

Solução

O Secretário-Geral reafirmou também o apoio das Nações Unidas aos esforços das partes para alcançarem uma solução política para o conflito em Darfur.

Segundo dados da ONU, 300 mil pessoas morreram e 2,7 milhões foram deslocadas naquela conturbada região sudanesa, desde o início da guerra civil em 2003.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud