Ataques matam 28 pessoas em Cabul
BR

11 fevereiro 2009

Chefe da Missão da ONU no Afeganistão, Kai Eide, disse que os funcionários mortos e feridos estavam servindo o povo do país; ele lembrou outros civis que perderam a vida nos ataques desta quarta-feira.

Kai EideMônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

 As Nações Unidas condenaram uma série de ataques, ocorridos nesta quarta-feira, em Cabul, capital do Afeganistão.

Pelo menos 28 pessoas morreram incluindo os autores dos ataques.

Civis

Segundo agências de notícias, três prédios do governo afegão foram alvejados. Num dos atentados, dois homens-bomba detonaram os explosivos contra um escritório responsável por prisões afegãs.

Entre os edifícios atacados estão o ministério da Educação e da Justiça.

O representante especial do Secretário-Geral da ONU, no Afeganistão, Kai Eide, disse que os funcionários mortos e feridos estavam servindo o povo do país; ele lembrou ainda outros civis que perderam a vida nos ataques desta quarta-feira.

Talebã

Eide enviou uma nota de pêsames às famílias das vítimas.

Os ataques ocorreram na manhã desta quarta-feira, horário local.

De acordo com agências de notícias, o movimento islâmico Talebã, que governou o país até 2001, estaria por trás dos atentados.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, emitiu uma nota condenando, de forma veemente, o ataque e reafirmando o apoio da ONU ao Afeganistão e ao povo do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud