Unodc promove boa governação na África Oriental

4 fevereiro 2009

Agência da ONU afirma que altas taxas de criminalidade e níveis extremos de desigualdade social fornecem oportunidades ao crime transnacional e travam o desenvolvimento.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Especialistas internacionais estão reunidos esta semana em Nairobi, no Quénia, para discutir formas de promover a boa governação na África Oriental.

Apoiada pelo Escritório da ONU contra Drogas e Crime, Unodc, o encontro tem por principal objectivo elaborar uma estratégia global para combater o tráfico de pessoas e o crime organizado, reforçar o sistema judicial e prevenir o terrorismo.

Estados Vulneráveis

Segundo a agência das Nações Unidas, os criminosos exploram estados fracos e vulneráveis. Um dos principais desafios que o continente africano enfrenta é o desenvolvimento de um sistema judicial forte, afirma Francis Martens, director de operações do Unodc, que se refere à pirataria marítima ao largo da costa da Somália como um exemplo recente do que pode acontecer quando existe um vazio legal.

Martens afirma que a má governação, a insegurança, conflitos e a pobreza fornecem oportunidades para o crime transnacional.

Criminalidade

Segundo o Unodc, altas taxas de criminalidade e níveis extremos de desigualdade social, como no Quénia, por exemplo, travam o desenvolvimento. Daí a necessidade de elaborar um plano de acção integrado, efectivo e sustentável que reforçe o sistema de justica e promova programas de índole social.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud