Monuc continua à espera de reforços militares

4 fevereiro 2009

Ban Ki-moon revela que apenas o Bangladesh respondeu, até agora, a um apelo para o envio de capacetes azuis adicionais para reforçar a missão de paz da ONU na RD Congo.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Os estados membros ainda não responderam ao apelo feito pelo Conselho de Segurança em Novembro último para reforçar a missão de manutenção de paz na ONU da República Democrática do Congo, Monuc.

Na altura, o órgão tinha solicitado mais três mil capacetes azuis para enfrentar a escalada da violência na região leste do país.

Numa carta enviada ao presidente do Conselho, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, lamenta a situação, voltando a renovar o apelo aos países membros para enviarem tropas e polícias.

Batalhão de Infantaria

Ban revela que a ONU entrou em contacto com 61 países, mas que até agora apenas o Bangladesh ofereceu um batalhão de infantaria, uma unidade da polícia e uma companhia de engenharia.

A Bélgica também ofereceu um avião C-130, enquanto cinco outros países enviarão especialistas de serviços de informação.

Deslocamento

Os três mil capacetes azuis suplementares solicitados pelo Conselho de Segurança deverão juntar-se aos cerca de 17 mil soldados e polícias da ONU que já se encontram no terreno. A Monuc é a maior operação de manutenção de paz das Nações Unidas no mundo.

O leste da República Democrática do Congo tem sido palco nos últimos meses de intensos combates entre o exército congolês e vários grupos e milícias rebeldes, que provocaram o deslocamento de cerca de 250 mil pessoas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud