ONU repudia ataque que matou 21 policiais afegãos (Português para o Brasil)

2 fevereiro 2009

Enviado especial, Kai Eide, disse que atentado afeta não só famílias das vítimas mas toda a comunidade de Uruzgan, no sul do país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O representante especial das Nações Unidas no Iraque, Kai Eide, condenou um atentado suicida que matou pelo menos 21 policiais no Afeganistão.

Segundo agências de notícias, o homem-bomba estava vestido com uniforme da polícia e detonou o explosivo dentro da delegacia de Tirin Kot, capital da província de Uruzgan, no sul do país.

Prédios

Eide disse que a tragédia não afeta só as famílias das vítimas, mas também toda a comunidade de Tirin Kot.

Várias pessoas ficaram feridas no ataque que danificou ainda prédios perto da delegacia.

Kai Eide afirmou que as pessoas ao redor do Afeganistão precisam e querem um sistema de justiça e aplicação da lei melhor.

Segundo ele, estão sendo feitos esforços para treinar a polícia.

Analistas dizem que o sul do Afeganistão tem sido alvo de insurgentes do movimento islâmico Talebã, desde que eles deixaram o governo em 2001 após a intervenção militar liderada pelos Estados Unidos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud